inferiorizados


Vivemos em um mundo de incertezas, de relacionamentos instáveis, com relações humanas cada vez mais flexíveis e permissivas.

Relações que são almejadas, porém não alcançadas ou por medo ou por insegurança.

Diante deste cenário, nossas emoções são desagradáveis e buscamos algum ápice para extravasar, algum grupo que nos auxilie na capacidade de anestesiar-se mutuamente uns aos outros. Buscamos a reciprocidade no grupo pois não queremos ser inferiorizados. Queremos ser aceitos. Admirados. Exaltados. Porém o sentimento de inferioridade persiste e nos impulsiona para uma baixa autoestima.

Na pesquisa de 2012 sobre suicídio no Brasil, a OMS (Organização Mundial da Saúde) publicou números alarmantes para o Brasil. Colocando-o em 4º posição no ranking da América Latina.

A OMS estima que 800 mil pessoas se suicidam anualmente, ou seja uma pessoa a cada 40 segundos. Essa é a segunda maior causa de morte em pessoas entre 15 e 29 anos, enquanto que os mais de 70 anos são aqueles que mais frequentemente se tornam suicidas. Apesar disso, apenas 28 países têm uma estratégia nacional de prevenção de suicídios, e o Brasil é um deles. Segundo o Ministério da Saúde, “a rede pública oferece acompanhamento psicológico, psicoterápico e assistência psiquiátrica hospitalar” para prevenir suicídios.

Mas uma boa saída não só se faz de um bom programa de saúde para esta população.

E é aí que entra o pensamento positivo.

POSTURA POSITIVA. Uma postura positiva com relação a si mesmo pode desencadear um caminho de esperança e de autoaceitação, além de promover uma boa autoestima. Precisamos ser estimulados a pensar positivo. Mas pensar positivamente sistematicamente é algo novo. Norman Vincent Peale foi o primeiro a estimular milhões de pessoas a pensarem positivamente e ver os seus sonhos serem realizados, suas vidas serem transformadas.

“O pensamento positivo pode vir naturalmente, mas também pode ser aprendido e cultivado, mude os seus pensamentos e mudará o seu mundo.” Norman Vincent Peale

Esta era uma das frases que Norman constantemente mencionava quando precisava estimular as pessoas. Ainda hoje podemos perceber estes pensamentos positivos interagindo e mostrando a nós como alcançar uma boa autoestima. É o que você pode ver no video abaixo de Lizzie Velasquez.

INFERIORIZADOS?!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

w

Connecting to %s